Obedeça!!!


Aprendi uma grande lição esses últimos dias:

Obedeça a sua voz interior!!!

Porque "ouvir" já não é o bastante.

Fiquei o ano todo fazendo planos e nada de por em prática. No final tudo virou uma zona total, uma bola de neve, e não acho o fio da meada, alias tem coisas que não sei nem por onde começar a solucionar.

Bem feio pra mim. Quantas vezes minha voz interior dizia para tomar certa atitude e eu fui deixando, deixando...
Fui engordando, minhas roupas não servindo mais, eu dizia:
Enquanto existir a lycra vou levando, não abro mão da minha coca-cola nem meus doces.

Mas a pressão alta veio implacável e me obrigou a entrar na dieta. Agora é comer de 3 em 3 horas e comer com qualidade, grelhados, saladas, frutas, verduras, arroz integral, sucos, barrinhas de cereal, bolachinhas integral...


Precisava acordar mais cedo para levar o cachorro para passear, bom fui deixando, deixando...
Cachorro foi parar no hospital, agora não pode passar nervoso nem stress. Vambora levar o cachorro para passear para tirar o stress. Na marra. rs

Meu filho ficava com manha e pedia para não ir ao Centro Educacional. Poxa vida, tadinho, só hoje. Fui deixando, fui deixando...
O bonito fez o favor de não me avisar da rematricula... Perdiiiiiiiii!!!!!!
Que desespero. Fui falar com o coordenador, fui chamada de mãe relaxada e ausente. Graças á Deus tenho uma segunda chamada, essa não perco. (Pelo menos sei o dia.)

Sobre minhas finanças, nem vou mencionar aqui, esta tudo tão zoneado que nem saberia por onde começar, o que  posso dizer é que cartão de crédito é uma perdição.
Tudo isso me faz ter certeza que nem sempre o poder pode ser dado para qualquer pessoa. Principalmente o poder de um cartão de crédito com um limite tão bom para uma mulher...
Bem que tentei fazer uma planilha de gastos, infelizmente não consegui. Agora preciso urgentemente de uma.

É nessas horas que precisamos de um colinho.
Como tudo anda tão caro, porque tudo é dinheiro.

Definitivamente preciso de férias.

Pena que as contas não tira férias comigo.


Nenhum comentário:

Greenpeace